Workshop na capital vai mostrar casos e estratégias de sucesso profissional

Giuliano Le Senechal
abril18/ 2018

Entrar bem no mercado de trabalho não é tarefa das mais fáceis nos dias de hoje. Pensando em como ajudar nesse passo inevitável a qualquer um, a Horizontes Coaching promove, amanhã, em Belo Horizonte, o Workshop “Os cinco segredos de pessoas de sucesso profissional”. O evento acontecerá entre 20h e 21h:30 no Guaja, localizado na Avenida Afonso Pena, 2.881, bairro Funcionários. Os ingressos podem ser acessados por meio da plataforma Sympla acrescentando o título do seminário na barra de busca da internet.

Segundo Carlos Freitas, a proposta do workshop é, sobretudo,  abordar aspectos  das atitudes pessoais e os  comportamentais essenciais que são valorizados  para a entrada no mercado de trabalho. “Enfatizamos que aspectos técnicos sem aspectos comportamentais, em um mundo tão fluido e mutante como o que vivemos, não valem muito. É preciso haver integração entre as habilidades e competências para obter sucesso nesta fase”, observa o trainer.

Freitas, que é coordenador pedagógico do tradicional Colégio Loyola, capitaneou os dois primeiros anos de atividade do ILO – Inovação Loyola – e é mestrando em Gestão e Organização do Conhecimento, pela UFMG, chega para somar ao já conhecido e sedimentado time de diretores da empresa Horizontes Coaching. Esta, por sua vez, já opera em escolas da capital, trabalhando aptidões e vocações com alunos em ano de Enem ou vestibular.

Por falar em vida e trabalho no segmento educacional, Freitas tem como foco de pesquisa, no seu trabalho de conclusão de mestrado, a tomada de decisão de gestores de primeiro escalão em escolas e empresas.

De acordo com o  estudante e docente, “é muito importante ter especializações, como MBA e outros tipos de modalidades de extensão”.  Porém, é fundamental somar ao conhecimento teórico uma atitude pró-ativa, focada, com propósito de vida e de missão. “Estas são as características que constituem o diferencial do profissional que o mercado aspira”, conclui Freitas.

 

Apoiadores