UFMG realiza programa para acelerar startups

Téo Scalioni
maio15/ 2015

Nos dias 16 e 17 de maio inicia-se a primeira edição do Startup Tech. Um programa voltado aos alunos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que visa acelerar ideias de base tecnológica. O objetivo é gerar soluções para a sociedade, com projetos desenvolvidos dentro do meio acadêmico. O número de participantes se limitará a 40 alunos e será restrito aos estudantes da universidade.

O processo de aceleração ocorrerá durante um mês sendo que o primeiro final de semana será de imersão inicial. Nesses dois primeiros dias, haverá um momento de reflexão e inspiração aos participantes, em que todos terão oportunidade de apresentar as ideias. As selecionadas serão trabalhadas por mais dois dias e os projetos mais promissores (quatro ou cinco) serão escolhidos para a aceleração.

Nesse período, os times receberão mentorias de empreendedores experientes e consultorias das Empresas Juniores da UFMG, a fim de amadurecer o modelo de negócio e verificar a viabilidade dos projetos. Ao final desse período, serão apresentados a uma banca avaliadora, em um evento final que gratificará as ideias que mais se desenvolveram.

De acordo com coordenador geral do Startup Tech e coordenador de Empreendedorismo do Núcleo de Empresas Juniores da UFMG, Marcelo Dionísio Ferreira, a proposta é mesclar as diversas áreas do conhecimento, com foco nos alunos. Segundo ele, serão aprofundados temas específicos em áreas da tecnologia, desde as ciências biológicas e exatas, como também gestão, vendas, marketing e recursos humanos.

“É a partir da experiência prática, do contato com a sociedade, do desenvolvimento direcionado e do olhar inovador, que formaremos profissionais diferenciados, empreendedores e agentes da mudança no nosso país”, acredita Ferreira. Ele considera o Startup Tech como uma oportunidade dos alunos desenvolverem o potencial, e transformar o conhecimento em um produto que pode ser o carro-chefe de uma startup. “O participante também terá contato com empreendedores de peso do ecossistema belo-horizontino e ganhará visibilidade com os investidores locais”, espera ele.

O Startup Tech é organizado pelo Núcleo de Empresas Juniores da UFMG em parceria com a Wylinka, organização que busca promover o desenvolvimento de institutos de Ciência e Tecnologia para o empreendedorismo e inovação. Uma taxa de R$ 20,00 de adesão será cobrada dos alunos, apenas para cobrir os custos de infra-estrutura.

 

Apoiadores