UFJF desenvolve projeto para redes de baixa tensão

Nathália Guedes
maio18/ 2015

Transmitir dados através de redes elétricas de baixa tensão. Essa é a finalidade da tecnologia de comunicação denominada Power Line Communication (PLC), que chega ao Brasil por meio de um projeto desenvolvido nos laboratórios da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), localizada na zona da mata mineira.

Responsáveis pela concepção do processo, os professores Moisés Vidal Ribeiro e Fabrício Pablo Virgínio de Campos criaram o sistema para transmissão em redes com até 450 mbps – mega bites por segundo. A tecnologia envolve a instalação de sensores nas linhas das redes para coletar dados sobre o funcionamento das transmissões.

Segundo Campos, o fato de o Brasil agora possuir essa tecnologia fará com que novos empregos sejam gerados e, sobretudo, o custo para se contratar banda larga diminuirá consideravelmente, já que não haverá necessidade de se importar produtos e realizar obras de infraestrutura. “Com a disseminação do sistema, as concessionárias buscarão ofertar melhores condições de preço e isso vai beneficiar os usuários de internet. Nosso país passa a fazer parte de um grupo de países que possuem domínio da tecnologia PLC, e isso impactará positivamente no funcionamento das redes de transmissão de dados e no preço final ao consumidor”, diz.

A tecnologia desenvolvida pela UFJF é finalista na categoria Produto do Prêmio Mineiro de Inovação (PMI), uma iniciativa da Câmara Italiana de Comércio de Minas Gerais com apoio institucional do Governo do Estado e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Os vencedores do PMI serão conhecidos amanhã, a partir de 18:30 horas, na sede da Fiemg.

www.premiomineiroinovacao.com.br

Apoiadores