Startups têm 100 vagas de emprego na capital

Larissa Borges
setembro28/ 2017

Em tempos de fechamentos de vagas no mercado de trabalho, o segmento de startups vai na contramão. Em Belo Horizonte, são 100 postos disponíveis no setor, segundo uma pesquisa realizada entre junho e julho pela Gama Academy, escola de capacitação de profissionais para a área.

O salário de uma startup na capital, em média, é de R$ 5.500 para cargos de nível sênior, de acordo com estudo da Gamma em conjunto com GeekHunter no fim do ano passado. A demanda acontece pelo crescimento do número de startups e pela falta de profissionais capacitados.

“As startups em BH têm apoio do governo e programas de aceleração. Mas, por outro lado, falta pessoal qualificado para assumir esses postos. Muitas estão procurando profissionais em outros estados. O mercado tem crescido bastante e as pessoas têm migrado cada vez mais. Recebo e-mails de executivos que querem mudar para o segmento de startup. O profissional que entra em uma delas no começo vai crescer junto”, afirma Lucas Bhering, Growth Hacker da Gamma Academy e coordenador da pesquisa.

Hoje, Minas Gerais tem 591 startups, sendo que 418 delas estão em Belo Horizonte. Especialistas são unânimes em falar que não é necessário uma formação específica para trabalhar em uma delas.

A responsável pelo recrutamento e seleção da Samba Tech – que tem oito postos abertos –, Thabata Freire, explica que é bem flexível na escolha dos candidatos e que, muitas vezes, a formação não condiz com a vaga, mas outras qualificações o habilitam para o cargo pretendido.

Fonte: Hoje em Dia

Apoiadores