Startup da UFMG vence competição nacional de projetos de saneamento básico

Redação
julho01/ 2017

A startup Wetlands Construídos, incubada na Inova – UFMG, foi uma das vencedoras de competição nacional entre empresas especializadas em soluções de saneamento básico promovida pelo 47º Congresso Nacional de Saneamento da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae), realizado em Campinas.

A empresa incubada é especializada em projetos e implantação de sistemas de tratamento de efluentes, águas e lodos, com enfoque em sistemas naturais e passivos, particularmente os sistemas wetlands construídos.

A Wetlands Construídos, que concorreu com outras sete empresas, dividiu o prêmio com a Stattus4, que desenvolveu um sistema de detecção de vazamentos de água por meio de acústica. Pelo Congresso, passaram cerca de cerca de dois mil representantes de prefeituras de todo o País que buscavam alternativas para um dos maiores desafios dos gestores públicos: o tratamento de resíduos sólidos e líquidos.

Os projetos abordaram temas de saneamento básico, como abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem urbana, eficiência energética, educação ambiental, redução de perdas de água, gestão integrada de resíduos sólidos e gestão e operação das empresas de saneamento básico do país.

No evento também foram abordadas as dificuldades que o setor de resíduos sólidos encontra no país, como a gestão e implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos. O país possui apenas nove estados com planos estaduais de resíduos sólidos, e somente 2.325 dos 5.568 municípios brasileiros elaboraram seus Planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, alcançando 54% da população.

Apoiadores