Sistema inovador permite reaproveitar água de hemodiálise

Nathália Guedes
maio19/ 2015

Em meio à crise hídrica que o País enfrenta, todo tipo de solução para economizar água é importante. Até mesmo aquela utilizada no processo de hemodiálise. É o que tem feito o Hospital São João de Deus, em Divinópolis, no centro-oeste mineiro, com o Sistema de Tratamento de Água (SRA), desenvolvido pela empresa Deltamed Eletromedicina.

 Após o tratamento do paciente, a água é purificada e reaproveitada através de um sistema de osmose reserva. Nele, uma membrana semipermeável absorve o sal e componentes nocivos a saúde, liberando apenas a água limpa, tão valorizada nos dias de hoje.

 “A inovação está relacionada ao reaproveitamento de 100% da água, sem a necessidade de implementação de um novo tratamento”, observa o coordenador e idealizador do projeto, André Prado Rocha. Ele explica que o diferencial em relação aos processos já existentes, é que não é necessário o uso de bombas hidráulicas, filtros e outros equipamentos, tornando o custo do reaproveitamento mais baixo.

Outra característica é a melhoria da qualidade da água gerada do reaproveitamento que, de acordo com Rocha, mostrou ser mais pura. “Foi fornecida aos nossos pacientes e nos testes iniciais teve uma qualidade cerca de dez vezes melhor”, garante Rocha, que reforça que a Santa Casa de Belo Horizonte, será o próximo hospital a usufruir do SRA.

O SRA foi um dos finalistas na categoria Processo do Prêmio Mineiro de Inovação, edição 2014. O Prêmio é uma iniciativa da Câmara Italiana de Comércio e conta com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

www.premiomineiroinovacao.com.br

 

Apoiadores