SENAI MG aproxima a moda da tecnologia

Redação
abril09/ 2017

Com a ajuda do SENAI MG, em parceria com o FIEMG Lab e o SENAI Cetiqt, Os visitantes da 20ª edição do Minas Trend, que aconteceu entre os dias 4 e 7 de abril, no Expominas, em Belo Horizonte, vivenciaram uma experiência única e inspiradora com a exposição “Minas+10”.

Looks da grife mineira Plural, confeccionados por meio de impressoras “3D” pela empresa “3D Lopes”, colocaram a moda em contato com a tecnologia. Além disso, foram apresentados maquinários em pleno funcionamento, produzindo objetos gráficos e elementos para customização de uma peça em tempo real. Tudo para que os visitantes vissem de perto o processo de construção e elaboração de um produto.

Segundo Pedro Lázaro, profissional responsável pela mostra, a ideia foi estimular a reflexão sobre possibilidades inovadoras e que possam agregar valor para moda. “A Plural sempre teve uma atitude moderna e arrojada, visão que veio ao encontro da nossa proposta de provocar esta interface entre a marca e o público, para evidenciar como a tecnologia pode estreitar e favorecer esta relação”, conta. Para chegar a estes objetivos, Pedro Lázaro também destacou a importância da participação de órgãos como o FIEMG Lab, gerador de startups com foco na inovação, o Laboratório Aberto SENAI, espaço colaborativo, aberto à comunidade, que oferece todo apoio técnico para a protipação de novos produtos, processos e negócios, e o SENAI Modatec, centro de referência de criação e produção de moda que visa a capacitação e formação profissional, desenvolvimento e transferência de tecnologia e prestação de serviços para os setores têxtil, confecção, calçados e bolsas. “Com o trabalho conjunto, queremos divulgar a existência de tecnologias abrangentes e democráticas que podem facilitar e aprimorar o processo criativo dentro da indústria de moda”, conclui.

SENAI Modatec, que apoia a indústria do vestuário em Minas Gerais promovendo a formação de profissionais adequados aos perfis exigidos pelo mercado de trabalho. O gerente da unidade, Jorge Peixoto, informou que a tecnologia da modelagem em 3D vem sendo usada no Brasil há três anos e está ganhando cada vez mais adeptos na indústria do setor.
Fonte: Fiemg

Apoiadores