Red Bull abre edital para projetos e desenvolvedores digitais

Redação
julho28/ 2015

A partir de agosto, o porão do Red Bull Station (espaço de integração cultural da marca em São Paulo) se transformará em uma garagem hacker. Trata-se do Red Bull Basement, um programa de produção, pesquisa e difusão de projetos que exploram formas colaborativas de experimentação com mídias digitais, com uma residência para desenvolvedores digitais e um festival de tecnologia. O edital para a seleção da primeira turma está com as inscrições abertas que vão até 26 de agosto. Programadores, hackers e desenvolvedores de software poderão se inscrever pelo site www.redbullbasement.com.br.

Os cinco selecionados serão anunciados em 31 de agosto e de 04 de setembro a 30 de novembro participarão de um programa de residência para a produção de projetos experimentais que usem tecnologias digitais para repensar formas e soluções de viver o dia a dia na cidade. O programa terá a curadoria de Gisela Domschke, criadora do Laboratório de Mídias do Museu da Imagem e do Som de São Paulo (LABMIS), com o acompanhamento dos chamados acadêmicos: Lucas Dupin, que já trabalhou na área de desenvolvimento digitais de empresas como Coca-Cola, Google, Nike e TED; Andrei Speridião, criador do projeto Bueiros Conectados, Thiago Avancini, atual Creative Technologist do Google; Gabriel Laet e Pedro Fonseca, que dirige o projeto digital Vanilla Unusual Projects.

Os residentes terão a sua disposição equipamentos para prototipagem dos projetos e ao fim da residência apresentarão os projetos desenvolvidos. Além disso, haverá uma programação paralela durante os três meses com conversas, workshops e apresentações de projetos e ideias voltadas aos residentes e abertas ao público.

 

Apoiadores