Inovação promete acabar com a poluição das sacolas plásticas

Redação
janeiro13/ 2017

 

A poluição causada por sacolas de plástico, que levam centenas de anos para serem decompostas, é um problema antigo e mundial. Evitar o uso desnecessário delas, é claro, ajuda a contaminar menos o meio ambiente, mas não coloca um ponto final no assunto.

A solução, prometida pela startup indiana EnviGreen, são as sacolas eco-amigáveis, feitas com uma alta tecnologia patenteada, que demorou nada menos do que quatro anos para ser desenvolvida.

Elas se parecem com sacolas comuns, só que, na verdade, são feitas de amido natural, resíduos vegetais e derivados de óleos.

Sim, seria possível até mesmo ingerí-las. Mas, calma, não é necessário. “Elas se decompõem em menos de dois meses, com absolutamente nenhum prejuízo ao meio ambiente”, garante Ashwath Hedge, fundador do EnviGreen.

E não pense que só há aquele tamanho padrão de supermercado. As sacolas são feitas em diferentes cores e tamanhos e podem ser customizadas para os mais diversos setores.

Tecnologia também barateia

Ok, ela é feita com o que há de mais avançado no mundo tecnológico, mas nem por isso seu preço é abusivo. Bem pelo contrário, a unidade será vendida a 3 rúpias indianas, o que equivale, para nós, a 14 centavos.

Não é só o custo que chama atenção, mas o benefício também: além de serem decompostas no solo rapidamente sem danos, elas também se dissolvem na água e foram aprovadas em diferentes laboratórios mundiais.

“Nós acreditamos que vamos fazer uma ‘revolução verde’ na indústria de embalagens”, afirma Hedge.

As sacolas devem chegar no mercado indiano ainda em janeiro e os planos são de expandir para fora do país o mais rápido possível. Enquanto isso, o mundo fica na expectativa.

 

Fonte: Metro Jornal

Apoiadores