Incubadoras mineiras recebem investimentos de quase R$ 3 milhões

Redação
setembro03/ 2015

Quinze incubadoras de Minas Gerais foram aprovadas no edital Sebrae/Anprotec para a continuidade das ações do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne). Dos R$ 28,8 milhões previstos no edital para apoiar 120 projetos no país, R$ 2.877.891,50 serão investidos nas incubadoras mineiras até 2016.

Da parceria do Sebrae com a Anprotec, que já ultrapassou 15 anos, surgiu o Cerne, modelo de gestão que tem como objetivo melhorar os resultados das incubadoras de diferentes setores de atuação no Brasil. O modelo Cerne é fundamentado em processos e práticas voltados para a melhoria contínua da gestão das incubadoras, associadas a diferentes níveis de maturidade.

O edital prevê aporte financeiro para duas modalidades: a primeira será destinada às incubadoras que desejam implantar o primeiro nível de maturidade (Cerne 1) e passar pelo processo de certificação desse nível. Já a segunda vai certificar as incubadoras que implantaram o Cerne 1 com apoio do primeiro edital, além de dar ajudar na implantação do Cerne 2 e na certificação dessa etapa.

Dos quinze projetos mineiros, sete foram  selecionados na modalidade 1 do edital e receberão acompanhamento durante 24 meses. São eles: Intef (FES), Inemontes (Unimontes), Inova (Fundep), Incultec (Feop/Ufop),  Ciaem (Fundap) , Unitecne (Uniube) e Nascente (Cefet).

Já a modalidade 2 serão oito projetos: Habitat (Fundação Biominas), Insoft – BH (Fumsoft), Centev (Funarbe), Prointec (FES), Inatel (Finatel), Incit (Fapepe), Critt (Fadepe/UFJF)  e IEP (Fepam). Esses terão apoio por um período de 30 meses. 

Fonte: SEBRAE-MG

Apoiadores