Foxus, um jeito simples de gerenciar tarefas

Foxus, um jeito simples de gerenciar tarefas
Larissa Borges
abril12/ 2016

Leandro Prates trabalhou por quase 10 anos como consultor de gestão de empresas no Brasil e na Europa. Nesse período, ele percebeu que os líderes têm dificuldades de gerenciar tarefas da sua equipe. Apaixonado por tecnologia e de olho em um mercado promissor, Leandro pesquisou os sistemas de gestão de tarefas do mercado para saber se era possível melhorar esse aspecto para os gestores de empresas. Do resultado dessa pesquisa, nasceu a Foxus, sistema que permite gerenciar tarefas de forma fácil e divertida.

Junto com os sócios Lucas Ricoy e Nathan Nascimento, Leandro comemora o resultado da Foxus e está otimista com o futuro do sistema.  Em entrevista ao nosso portal, ele conta como a plataforma funciona, suas expectativas e sobre a participação do Programa Acelera MGTI. Confira:

1- Como funciona a plataforma?

Para tornar o sistema intuitivo e fácil de usar, desenvolvemos uma interface simples e um ambiente extremamente colaborativo onde a maioria das interações são feitas através do One Touch (um toque no celular ou clique no navegador).
Criamos a opção de troca de mensagens online e linhas do tempo no sistema para que e-mails, ligações e conversas no WhatsApp pudessem ser substituídos, garantindo a praticidade e agilidade vitais para a correria do dia a dia. Isso com a grande vantagem de que estas informações ficam organizadas e relacionadas aos trabalhos que foram executados, ao invés de perdidas em caixas de e-mail ou conversas extensas.

É também possível planejar e delegar atividades, minimizando o longo tempo perdido em reuniões e inúmeros planos de ações gerados para resolução dos problemas que geralmente são esquecidos ou não finalizados.

O planejamento e delegação de tarefas no sistema é feita de forma simples e interativa. Basta cadastrar o que deve ser feito e escolher um responsável. Com um único toque ele receberá uma notificação da delegação, podendo a partir disso aceitá-la (gerando compromisso na execução) ou recusá-la. Em ambos os casos o retorno é gerado automaticamente para quem propôs a tarefa.

É possível gerenciar de diferentes maneiras as tarefas que estão cadastradas, bem como seus responsáveis, através de gráficos e relatórios gerados pelo sistema.

Além de tudo isso, uma das formas de garantir a satisfação e disciplina dos usuários é através do sistema de pontuação existente. No Foxus atividades simples, como o planejamento, conclusão de tarefas e até mesmo a utilização contínua do sistema faz com que o usuário ganhe pontos e atinja níveis superiores de desempenho. Esta forma de recompensa imediata motiva o usuário, pois o acúmulo de pontos contribui tanto para sua promoção pessoal, quanto para a empresa, gerando senso de contribuição, conexão com os demais e competição sadia.

2- Qual o diferencial da startup?

O Foxus é pioneiro em utilizar um sistema de motivação para os usuários para a gestão do trabalho, além de ser fácil de usar e criar um ambiente colaborativo.

Outro exemplo claro da vantagem competitiva do Foxus é que nele a criação de tarefa é feita em um toque, e se necessário existe a opção para completar com outras informações que julgar realmente importantes. Já em outros sistemas para se criar uma determinada tarefa, o usuário necessariamente deve descrever o que será feito, por quem, a duração da atividade (início e término), os demais envolvidos, o responsável pela aprovação, quais as outras tarefas devem ser cumpridas antes daquela e várias outras informações, tornando bastante lento, trabalhoso e entediante a entrada de dados.

Além disso o ser humano tem muita dificuldade em lidar com ações cuja a recompensa é de longo prazo, por isso o sistema de motivação do Foxus garante recompensas imediatas (acumulo de pontos, níveis de desempenho, feedback dos colegas, etc) que além da motivação para utilização do sistema, ajuda o usuário na execução e gestão do que é importante.

Para completar, a dinâmica colaborativa do sistema é única, já que conseguimos inserir elementos sociais (linha do tempo, comentários, menções, etc…) e ainda manter um ambiente profissional com foco em resultados que pode ser medido através de gráficos e relatórios gerenciais.
3- Quais as expectativas com o mercado?

Tanto no Brasil quanto no exterior a demanda pelo aumento de produtividade é uma realidade, ainda mais com o impacto das crises econômicas que passamos nos últimos anos. A empresa que não trabalhar a excelência na utilização do tempo e gestão do trabalho certamente não irá se perenizar.

Acreditamos que a melhor maneira de obter sucesso neste desafio é investindo nas pessoas e não em sistemas complexos. Por este motivo o Foxus tem como foco principal o usuário e que tem tido uma resposta extremamente positiva dos clientes.

Apesar de o Foxus poder ser utilizado em qualquer tipo de empresa, percebemos uma grande aceitação com o desenvolvimento de algumas funcionalidades para nichos específicos de mercado, de modo a tornar o sistema ainda mais amigável e aderente à rotina do dia a dia.

Desta forma criamos módulos específicos, que são “acoplados” ao sistema padrão para atender esta demanda. Já estão sendo utilizados  os módulos de desenvolvimento de software, comercial, jurídico e gestão ambiental.

Para alavancar as vendas e abrir novas portas, criamos parcerias com empresas prestadoras de serviços nas quais o sistema é oferecido como parte da solução proposta. Uma parceria de sucesso tem sido com a “Cerne Ambiental” onde o Foxus é utilizado para gerenciar projetos internos de seus clientes.
4- Como é inovar no setor de gestão de empresas? Por que esse segmento precisa de novas soluções?

O Foxus inova na gestão de empresas, mantendo o foco na pessoas e em como elas podem planejar seu tempo, produzindo mais e gerando melhores resultados.

Quando falamos em sistemas de gestão, normalmente as pessoas associam a ERP’s ou softwares administrativos, que auxiliam na gestão de produtos e serviços. Estes sistemas são essenciais para o funcionamento da empresa, mas sistemas para gestão de tarefas do dia-a-dia (processos) e dos esforços temporários (projetos), que são igualmente importantes, acabam sendo deixados de lado.

Neste caso as opções são muito mais limitadas, existindo sistemas complexos e difíceis de utilizar ou em outro extremo “to-do lists” que são muito limitadas quando pensamos em um ambiente profissional.

Minha experiência mostra que a solução mais comum para este tipo de demanda é uma equipe de consultores focados no desenvolvimento de metodologias de planejamento e acompanhamento das ações. Esta alternativa é normalmente efetiva, entretanto o alto custo dos consultores acaba tornando a contratação restrita para grandes empresas.

Criamos o Foxus para que a solução e a aplicação desta metodologia torne-se acessível para qualquer empresa de uma maneira descomplicada, eficaz e bem menos onerosa.

5- Quais os desafios de empreender no mercado?

O maior desafio é conseguir se manter financeiramente no início da empresa e focar o desenvolvimento no que realmente importa.

Temos consciência que é muito difícil conseguir investimento no Brasil e construímos o Foxus com investimento dos co-fundadores. Procurarmos sempre manter a empresa enxuta e focamos somente nas funcionalidades mais importantes (validamos através da medição da utilização do sistema e entrevistas com os usuários).

Outro ponto importantíssimo é conseguir trazer pessoas comprometidas e que podem te ajudar com competências complementares. Como tenho mais experiência na gestão de empresas, o Nathan e o Lucas foram essenciais para o desenvolvimento do sistema e hoje não perdemos em tecnologia para nenhuma grande empresa americana.

E um ponto específico do mercado que atuamos é que a maioria das empresas nunca trabalhou com sistemas de gestão do trabalho ou teve experiências frustrantes com sistemas complexos e difíceis de usar.

6- A startup foi selecionada para participar do MGTI.  Qual a importância desse passo para a startup? O que espera ao participar do programa? É a primeira vez que a startup é acelerada?

Ficamos muito motivados ao sermos selecionados pelo MGTI, não só pelas vantagens do programa, mas também por estarmos entre as nove selecionadas do Brasil, comprovando que estamos no caminho certo.

O MGTI é o primeiro programa de aceleração do Foxus, e percebemos um grande diferencial na metodologia utilizada. Ela nos direciona a ter foco no sucesso da empresa, e não somente em inovar por inovar.

O MGTI tem nos ajudado a perceber que inovar não é só fazer algo totalmente diferente de tudo que já foi feito, mas sim criar uma solução que se diferencie das demais através de um modelo de negócio sustentável e com uma abordagem diferenciada, em novos ou já existentes mercados.

O mercado de gestão do trabalho existe há séculos, nós só temos uma visão diferente de como abordar os seus problemas e esperamos que ao final do programa nosso modelo tenha sido aprimorado e principalmente que ele esteja pronto para ser replicado em larga escala. A metodologia do MGTI, as consultorias que temos recebido, os contatos proporcionados e a troca de experiências com outras empresas que participam do programa são os fatores que nos ajudarão a alcançar esse objetivo.

Apoiadores