Fazendas flutuantes podem ser a solução para o futuro do planeta

Erick Brazil
junho04/ 2015

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), em 2050 a população mundial alcançará a faixa de 9 bilhões de pessoas e para alimentá-las a produção mundial de alimentos deverá crescer 70% em relação à produção atual. São dados críticos e vários projetos relacionados à acomodação e à demanda de alimentos estão sendo realizados para que o crescimento populacional do planeta ocorra de forma ordenada e sustentável.

A empresa FORWARD THINKING ARCHITECTURE, situada em Barcelona, Espanha, focada em urbanismo e soluções inovadoras com viés em Design e Strategic Thinking, abraçou esta causa e criou o projeto Smart Floating Farms (SFF) que propõe a construção de fazendas flutuantes de alimentos e peixes próximas às costas das grandes cidades.

O SFF consiste em grandes módulos flutuantes fixados no leito marinho que não danifica o ecossistema local. Cada módulo possui várias camadas verticais, sendo a camada base o espaço para a piscicultura; e as camadas superiores distribuídas entre estufas hidropônicas de cultivo e espaço para armazenar esses alimentos. Projetado para ser o mais automatizado e autônomo possível, o SFF contará com sistemas de irrigação a partir de água dessalinizada e água pluvial, além de gerar a própria energia a partir dos ventos, ondas e do sol.

O objetivo do projeto é trazer os alimentos para perto dos grandes centros, evitando o desperdício dos alimentos e custos financeiros e ecológicos com o transporte. Indiretamente, o SFF ajudará o desenvolvimento urbano dessas cidades, já que os espaços que seriam destinados à fazendas urbanas poderão ser utilizados para a acomodação da população.

Apoiadores