Equipamento aumenta segurança e reduz custo final

Giuliano Le Senechal
maio06/ 2015

Uma empresa mineira instalada bem ao lado de Belo Horizonte, em Lagoa Santa, na Região Metropolitana, trouxe de fora uma linha de andaimes que promete inovar o mercado. De acordo com o italiano Luigi Vavassori, um dos sócios da Eurolink, responsável pela comercialização do produto, os andaimes importados possuem uma série de vantagens técnicas e operacionais em relação aos que são vistos na maioria das obras. Entre elas, estão a capacidade de oferecer máxima segurança, a comodidade funcional e o fácil manuseio para montagem e desmontagem.

“Nossos andaimes são totalmente seguros, pois são feitos em aço galvanizado, o que permite melhor acomodação e mais estabilidade junto ao solo. Também proporcionam mais comodidade para o deslocamento dos funcionários que neles trabalham, porque têm cancelas protetoras e piso antiderrapante, ou seja, não levam na base as tradicionais madeirites, que são instáveis e sujeitas à ação do tempo, podendo apodrecer e causar acidentes”, explica o empresário, que destaca também o caráter ecológico de poupar a madeira.

O equipamento possui tubos de ancoragem e parafusos que o prendem à estrutura da edificação, facilitando a montagem. “É totalmente certificado e com normativas próprias. O tempo para montá-lo e desmontá-lo pode ser três a quatro vezes menor. Não há necessidade de cortar madeira na medida do espaço para os trabalhadores caminharem. Tudo segue medida padrão”.

Outro aspecto é o custo-benefício em comparação aos equipamentos tradicionais. O preço do metro quadrado desses andaimes é, em média, R$ 7. Os comuns são cerca de R$ 3,50 sem a madeirite.  “Se você contabilizar o preço dessas peças, o tempo de corte, separação e encaixe, além de necessidades de substituição, o preço final desses andaimes seria elevado para valores próximos a R$ 9, sem levar em conta o espaço para os trabalhadores. Com nosso produto, 20 pessoas podem trabalhar ao mesmo tempo, sem se preocupar com a estrutura por causa de peso, permitindo otimização de tempo na execução de etapas por metro quadrado. Nos outros modelos, há um limite de ocupação de homens por espaço, já que a base pode não suportar e a estrutura cair”, observa Luigi.

www.eurolinkequipamentos.com.br

 

Apoiadores