Energia sustentável gera lucro para startup mineira

Redação
novembro30/ 2016

O aproveitamento do óleo de cozinha vem se tornando uma alternativa sustentável para a substituição do óleo Diesel, grande vilão e poluente da natureza. O óleo utilizado nas frituras e descartado em pias e tanques também pode se transformar em rendimento.  Pensando nessas alternativas, pesquisadores da Universidade de Itaúna e da Universidade Federal de Minas Gerais se uniram em um projeto para aproveitar todo o potencial das gorduras residuais.

A parceria existe desde 2008, mas foi com a fusão de processos mecânicos e químicos e o registro de novas patentes, que o projeto ganhou velocidade e aporte. Assim nasceu a BChem, acelerada pelo Bio StartUp Lab, uma iniciativa da Biominas Brasil e do Sebrae para fomentar o mercado nacional de startups. A empresa faturou cerca de R$ 670 mil em 2015, com expectativa de crescimento em dobro até o fim de 2016.

O diferencial da tecnologia aplicada pela BChem, além da preservação do meio ambiente, é o impacto positivo sobre as cooperativas de catadores. A coleta do óleo de cozinha descartado por restaurantes, escolas e indústrias tornou-se uma nova fonte de renda. As grandes empresas também passaram a economizar energia elétrica contratando os serviços da startup.

A BChem vem desenvolvendo grandes projetos em Minas Gerais, como uma usina de biodiesel para a rede de supermercados Verdemar. Instalada em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, ela receberá o óleo descartado pelas cozinhas de todas as lojas da rede, transformando-o em biodiesel para a energia elétrica para a empresa. A capacidade de produção da usina será de até 10 mil litros de biodiesel, resultando em uma economia mensal de aproximadamente R$ 22 mil para a empresa.

A Fiat também se rendeu à economia do biodiesel e está pronta para gerar energia a partir dos resíduos descartados pelos restaurantes da empresa, que oferecem refeições para cerca de 30 mil funcionários, todos os dias. A BChem também desenvolve outro projeto em parceria com a Universidade de São Paulo para pesquisas acadêmicas.

Empresas como Wallmart e McDonald’s também têm se interessado pelo trabalho da BChem, capaz de entregar usinas com produções de até 90 mil litros de biodiesel por mês. Sua expectativa é de encerrar 2016 com seis usinas vendidas e captação de R$ 950 mil em investimentos. Com este capital, os investidores esperam crescer e alcançar até 2028, a marca de 90 usinas vendidas.

Fonte: Práticas sustentáveis

Apoiadores