Boo-box/ftpi abre escritório comercial em BH

Boo-box abre escritório comercial em BH
Larissa Borges
março17/ 2016

Um dos desafios para as marcas é a publicidade online. O que fazer para se destacar na internet? Como produzir conteúdo relevante e assertivo? Para ajudar as empresas nessa área, é que foi criada a boo-box/ftpi, creative sales house. Atualmente a empresa atinge 60 milhões de usuários únicos com as campanhas que negocia na internet. Dentre os principais formatos de mídia digital que comercializa, a empresa dispõe desde a mídia display padrão (banners), a ações mais personalizadas de content marketing, mídia programática e streaming de música.

Recentemente, a boo-box/ftpi abriu um núcleo comercial em Belo Horizonte (MG) para expandir seus negócios no segmento de mídia online. Em entrevista ao nosso portal, Guga Mafra, CEO da boo-box/ftpi fala sobre como foi a fusão das empresas, as expectativas com o mercado mineiro e como é inovar no mercado de mídia digital. Confira:

1 – Como surgiu a boobox/ftpi no mercado?

Na verdade, a creative sales house é fruto da fusão de duas grandes empresas: FTPI Digital e boo-box. A FTPI Digital era especializada na comercialização de projetos especiais de content marketing para uma rede exclusiva de sites verticais, líderes no segmento que atuam: Jovem Nerd, DynAdmic, Brainstorm9, Spotify, Sensacionalista, Catraca Livre e Tecnoblog. Já a boo-box era uma ad network especializada em formatos exclusivos de publicidade online para uma rede com mais de 700 mil sites.

Com a compra da boo-box pela FTPI Digital em outubro do ano passado, unificamos os serviços de ambas, passando a operar a partir deste ano como uma creative sales house especializada em soluções completas para o anunciante que deseja veicular suas campanhas na internet, seja em vídeo, banner padrão IAB ou texto. Rodamos campanhas de mídia display através da nossa rede de 700 mil sites parceiros ou em nossa rede exclusiva, fazemos projetos especiais de content marketing para nossa rede exclusiva e ainda fazemos campanhas em redes sociais e blogs, com os serviços Social Casting e Seeding no Twitter.

2 – Quais as expectativas com a empresa no mercado mineiro?

A gente já trabalha no mercado mineiro desde 2010. E justamente devido aos bons negócios e ao potencial do mercado a gente está ampliando e fortalecendo nossa atuação por lá com operação própria. Já temos boas parcerias e bons resultados com várias agências e anunciantes. A expectativa é que isso se fortaleça ainda mais agora com a proximidade.

3 – Qual o diferencial da sua empresa no mercado?

Somos uma creative sales house. Sales house porque somos a empresa escolhida por diversos veículos online para atuar como o departamento de vendas de anúncios deles. E Creative porque temos uma equipe de criação que entende de conteúdo e desses veículos, capaz de criar formas de transmitir a mensagem do anunciante através dos nossos diferentes formatos de conteúdo.

4 – Que tipo de tecnologia é utilizado para colocar a sua ideia em prática?

Somos também especialistas em mídia programática. Nossa ad network permite que o anunciante atinja o seu público-alvo utilizando behavioral targeting (segmentação comportamental), contexto, e segmentação das mais diversas formas. Tudo isso de forma automatizada. Temos ainda uma plataforma self-service, na qual pequenos anunciantes também conseguem fazer campanhas sem nem ao menos ter um banner pronto. O sistema faz tudo por eles. Publishers podem se afiliar ao sistema também e monetizar seus sites, controlando tudo através da nossa tecnologia.

5 – Como funcionam os serviços oferecidos pela empresa?

Trabalhamos basicamente em quatro frentes:

– Content Marketing: Realizamos projetos customizados de conteúdo patrocinado, tais como branded channels, publieditoriais e testemunhais para a nossa rede exclusiva de veículos verticais (Jovem Nerd, DynAdmic, Brainstorm9, Spotify, Sensacionalista, Catraca Livre, Tecnoblog). A ideia é produzir uma propaganda que tenha a mesma experiência e engajamento para o leitor que um conteúdo editorial.

– Mídia Programática: Oferecemos uma ad netwok com mais de 700 mil sites, totalizando um alcance de mais de 60 milhões de usuários únicos. Cuidamos da comercialização do inventário de mídia desses sites, rodando campanhas de mídia display (banners e vídeos padrão IAB) por meio de behavioral targeting (perfil do público, como gênero, idade, preferências, etc) ou por contexto de conteúdo (editorias de sites. Exemplo: gastronomia, esportes, política, etc). Vale lembrar que esse formato de mídia display também está disponível para a rede exclusiva de veículos e não apenas para a ad network.

– Seeding no Twitter: Nossa rede conta com mais de 30 mil perfis associados ao serviço, totalizando mais de 13 milhões de seguidores. A ideia é oferecer ao anunciante a veiculação de sua campanha no Twitter utilizando perfis de pessoas comuns, mas com grande poder de engajamento, reconhecimento e reputação.

– Social Casting: Cuidamos da contratação de sites, blogs e perfis nas redes sociais conceituados e com grande reputação para a produção de conteúdo focado em divulgação de marcas, produtos, serviços e eventos de anunciantes.

6 – Como é inovar no mercado de mídia digital? Quais os desafios enfrentados? E quais são os desafios para o mercado mineiro?

É desafiador, porque o mercado muda muito o tempo todo. O que vemos hoje já é 100% diferente do que era cinco anos atrás, com todas as novas tecnologias e hábitos de consumo de conteúdo. A gente tem que saber lidar com isso. Isso é claro se aplica para o mercado mineiro também.

Apoiadores