BH-TEC fortalece ações de fomento à inovação

Larissa Borges
setembro30/ 2015

O Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC) já está em seu terceiro ano de atividade e vem trabalhando para desenvolver mais suas ações, espaços e ofertas. Com o investimento em P&D realizado nos últimos anos, as empresas residentes estão se tornando importantes referências de inovação em Minas Gerais e no Brasil.

O ano de 2014 trouxe importantes conquistas para o Parque, contabilizando 33 novos produtos e 24 novos processos lançados pelas instituições parceiras, que, juntas, investiram R$ 7,9 milhões em P&D. Como destaca o diretor-presidente do Parque, Ronaldo Pena, “esse valor representa aproximadamente um investimento de 10% do faturamento, uma média alta quando comparada aos demais empreendimentos no Brasil”.

Novidades e expansão

Atualmente, o BH-TEC se mantém com dois focos principais: o aumento do valor gerado para os residentes do primeiro edifício e a expansão física. De acordo com Ronaldo Pena, “uma das estratégias cruciais do BH-TEC é trabalhar em rede. Sendo assim, temos buscado parcerias que complementem as nossas atividades de apoio à geração de negócios inovadores”. Entre os novos parceiros do Parque em 2015 está a Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES), além do Techmall, aceleradora de startups credenciada pelo Startup Brasil. Outra novidade é a recente certificação do BH-TEC como operador local do fundo PRIMATEC, ação que aumenta o portfólio de atividades e gera uma nova frente para prospecção e investimento em empresas.

O Parque também está fechando novas parcerias internacionais. Foi feito um acordo com o Parque Tecnológico de Pando, no Uruguai, e com uma entidade do Governo Russo que congrega parques, incubadoras e capital de risco. No momento, o BH-TEC trabalha a estruturação de um programa de SoftLanding para trazer empreendedores estrangeiros a Belo Horizonte. Completando as ações de internacionalização, nos últimos meses, os empresários residentes passaram por uma mentoria à distância proporcionada pela aproximação com a Bay Brazil, instituição que congrega empresários brasileiros no Vale do Silício e investidores atuantes no mercado nacional.

Apoiadores