Aprendizado e criatividade para as crianças em um só lugar

Larissa Borges
novembro28/ 2016

Uma plataforma na qual as crianças podem escrever textos, publicar desenhos e compartilhar livros. Essa é a proposta da Kriativar, criada por Sofia Fada. A plataforma digital tem o objetivo de aproveitar todo o potencial criativo de uma criança, estimulando a criação e cocriação de conteúdo e estimulando o seu aprendizado.

A ideia surgiu quando o filho de Sofia, João Gabriel, de apenas 12 anos, conseguiu destaque na internet ao criar e compartilhar, diariamente, seus desenhos de dragões. Sofia percebeu que, com essa atividade, seu filho desenvolveu outras habilidades, além do desenho, como comprometimento, disciplina, autoestima e o gosto pela leitura e escrita. “Assim como o João, muitas crianças também carregam dentro de si um enorme potencial criativo, mas a maioria delas vivem aprisionadas por um sistema de ensino engessado. Além disso, mesmo em um mundo com tanta tecnologia, não existe uma ferramenta segura de criação e compartilhamento. É exatamente isso que a Kriativar oferece: uma plataforma segura, compartilhada, que usa a tecnologia aplicada para liberar o potencial criativo dos alunos e coloca pais, professores, escolas e famílias em harmonia com esse potencial, que precisa e deve ser estimulado”, explica.

A plataforma funciona de maneira simples. Ao fazer o cadastro, a criança pode usar as ferramentas para criar personagens, textos e montar seus próprios livros. Eles podem organizar suas criações em um portfólio virtual e compartilhá-las com outras pessoas. Também podem ter acesso a conteúdo exclusivo na biblioteca Kriativar e interagir com os autores, ao continuar histórias iniciadas por eles. As escolas podem aproveitar a plataforma para propor projetos interdisciplinares e trabalhos em grupo, além de acompanhar e gerir o desenvolvimento dos alunos. Já os pais podem ficar por dentro do que os filhos estão criando na escola.

Outra funcionalidade da Kriativa é a loja que existe na plataforma. “Nela, pais e escolas podem comprar produtos físicos relacionados às criações desenvolvidas, como livros impressos e bonecos de pelúcia”, afirma Sofia Fada.

Cada vez mais a tecnologia vem sendo usada para estimular o aprendizado infantil. E, a Kriativar chamou a atenção de entidades que perceberam o seu valor para o segmento educacional. A startup já passou pelo Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed), programa de aceleração de startups do governo de Minas Gerais. A empresa também venceu o concurso InovaApps, do Ministério das Comunicações e foi uma das apostas do Baanko Challenge, iniciativa que ajuda a colocar plataformas digitais no mercado.

“Nossa missão é promover o protagonismo infantil oferecendo soluções para que as famílias e as escolas possam aproveitar todo o potencial que tem dentro de cada criança”, finaliza Sofia.

Apoiadores