Aplicativo Rappi chega à BH para mudar o delivery no Brasil

Redação
abril11/ 2018

Revolucionar os hábitos de consumo dos belo-horizontinos proporcionando experiências que unem agilidade, alta qualidade, segurança e maior custo X benefício: é esse o objetivo da Rappi, startup colombiana que acaba de chegar à capital mineira para facilitar a vida de quem deseja comprar produtos diversificados e/ou solucionar problemas e demandas das mais diversas naturezas sem sair de casa, do trabalho ou de outro ambiente.

Por meio de um aplicativo, os usuários podem contratar a compra e/ou transporte de mercadorias adquiridas em supermercados, restaurantes, farmácias, além de outros perfis de comércios. O APP permite, também, a execução de serviços junto a estabelecimentos de diferentes segmentos. Como, por exemplo, tarefas realizadas em órgãos públicos e cartórios.

“É fato que o consumidor de hoje está mais exigente e apressado quanto aos prazos dos serviços que necessita. Ao desenvolvermos o Rappi, pensamos em uma solução tecnológica que pudesse gerar experiências positivas e com alto nível de satisfação. O nosso APP é inovador porque não é especializado em apenas um perfil de delivery. Com os nossos serviços, o usuário do aplicativo pode contratar desde o transporte de um documento até adquirir uma refeição ou comprar um medicamento. Facilitamos a vida do nossos clientes com mais dinamismo e, ao mesmo tempo, os poupamos de determinadas tarefas, que podem ser terceirizadas”, explica o city manager do Rappi em Belo Horizonte, Nicolás Canãs.

Para suprir as mais diversificadas demandas que muitas vezes sobrecarregam as pessoas, a solução tecnológica apresenta cinco modalidades de serviços (também chamadas de verticais): Restaurantes, Supermercados, Bebidas, Qualquer Coisa (que podem abranger comidas, produtos ou a opção Serviço/Favor) e Amostras (que executa, por exemplo, ações para lançamentos de produtos, com brindes ou entregas rápidas).

“Com o Rappi, o nosso cliente pode planejar ações promocionais para a sua empresa pagando menos do que outros serviços de entregas oferecidos no mercado, no formato que ele planejou e sem qualquer risco de enganos, atrasos e extravios”, afirma Canãs.

Outra vantagem é que os serviços do assistente de compras atuam 24h. A entrega e/ou aquisição de um determinado item pode funcionar conforme o horário do estabelecimento parceiro. “Inclusive, o aplicativo atua em horários alternativos, por meio de serviços diferenciados como Qualquer Coisa, Serviço/Favor e Amostras, o que gera mais comodidade, tranquilidade e agilidade para os seus usuários”, acrescenta o city manager.

 Atuação em Belo Horizonte 

O Rappi, neste primeiro momento de operações em Belo Horizonte, está atuando em parte da Região Centro-Sul: Savassi, Sion, São Pedro, Cruzeiro, Funcionários, Centro, Santo Agostino, Cidade Jardim, Gutierrez, Prado, Alto Barroca, Lourdes, Prado, Funcionários, Grajau, Anchieta e partes dos bairros Serra e Santa Efigênia.

“Estudamos o comportamento do belo-horizontino e percebemos que ele, como grande parte dos moradores das principais capitais brasileiras, também está ávido por ferramentas e recursos que diminuam a necessidade de sua presença física e minimizem trâmites burocráticos. Assim, o cliente conta com mais tempo para trabalhar, estar com a família e executar atividades que, por muitas vezes, não realiza por falta de tempo”, comenta Nicolás Canãs.

Em BH, as entregas são executadas por motoboys e/ ou ciclistas autônomos especialmente orientados para tais funções. Atualmente o APP conta, na capital mineira, com cerca de 3.500 entregadores cadastrados.

Mas os planos do Rappi, que conta também com unidades no México, não param por aí. O assistente de compras prevê, muito em breve, a sua expansão para outras regiões de BH, além de Recife (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Argentina e do Chile.

Apoiadores